web site hit counter A elasticidade da ética na internetA Internet foi criada para suprir as necessidades do Departamento de Defesa dos E.U.A, que necessitava de uma rede de computadores que não podia ser destruída por bombardeios e que conseguia ligar pontos considerados estratégicos para o país, criada nos anos 60, no auge da Guerra Fria, a Internet é hoje um veículo indispensável às empresas e instituições. Para a globalização a internet é de grande importância, e interfere nas diferenças culturais e na forma de pensar das pessoas. Como todos os veículos que revolucionaram o sistema mundial, existem pontos negativos e positivos em seu uso. Pode acarretar um enriquecimento ou decadência da sociedade, depende do conteúdo que cada indivíduo encontra e se interessa na internet. Por ser um veículo instantâneo, de alcance mundial, descentralizado, interativo, flexível e que movimenta um número surpreendente de pessoas.PublicidadeCrimes no espaço cibernéticoUm dos problemas enfrentados no mundo cibernético são os crimes bancários e financeiros. O comportamento criminoso no mundo real é igualmente um comportamento criminoso na internet, as autoridades civis têm o dever e o direito de fomentar as leis existentes em todos os contextos. Tudo que é falta de ética na vida real pode ser aplicado para a realidade virtual. São necessários novos regulamentos para abordar crimes específicos, praticados na Internet, como a disseminação de vírus de computador, o furto dos dados pessoais armazenados nos discos rígidos, e outros semelhantes.PlágioApesar de ser bastante corriqueiro o hábito de copiar materiais existentes na internet essa prática é ilegal. O plagiador quase sempre copia na íntegra o material já existente, não checa suas informações para saber a veracidade dos textos ou das imagens e muitas vezes utiliza informações desatualizas. A internet pode ser uma grande fonte de pesquisa, mas para utilizá-la é necessário citar a fonte proposta e aperfeiçoar o que for utilizado. Essa é a única garantia de tornar a internet um veículo seguro e de credibilidade.Divisão digitalExiste uma divisão digital que separa os grupos dentro (ou fora) da internet. A faixa etária dos internautas é um dos divisores de água no ciber espaço. De acordo com uma pesquisa realizada pela União Européia, enquanto que 85% dos estudantes com idade entre 16 e 24 anos acessam a rede, apenas 13% dos europeus na faixa dos 55 aos 74 anos fazem o mesmo. A diferença entre pessoas “on-line” e “off-line” também está relacionada à educação. Cerca de 25% daqueles que não completaram o colegial navegam virtualmente. O número sobe para 52% entre aqueles que terminaram o colegial e 77% entre os universitários. Ainda segundo a pesquisa, 47% dos europeus possuem acesso à internet (nos EUA a porcentagem é de 55%). As melhores taxas de inclusão digital pertencem à Suécia (82%), seguida por Dinamarca (76%) e Finlândia (70%). O pior valor refere-se à Grécia, com 20%. Os números têm como base entrevistas feitas com cerca de 204 mil pessoas, residentes em 25 países europeus. Aqui no Brasil também existe uma exclusão social ao acesso a internet às pessoas menos favorecidas economicamente. É necessário encontrar meios para que toda a população possa usufruir o espaço cibernético, suprir as necessidades em meio à informação on - line e implantar serviços abrangentes, disponíveis gratuitamente. As instituições públicas têm a particular responsabilidade de criar e manter sites atualizados e de fácil acesso.Liberdade de expressãoNegar o acesso à informação, pela internet ou outros veículos de comunicação, é uma forma de manipular o público mediante a desinformação e a propaganda. Impedir a liberdade de expressão e de opinião é uma afronta ao jornalismo honesto e admirável. Os regimes autoritários são absolutamente os piores agressores.Caixa de e-mail cheiaA maioria dos e-mails existentes dentro uma caixa de entrada são de propagandas feitas para atingir um público que não apenas deixará de consumir tal produto como também cria uma imagem negativa do mesmo. A venda de mailing ou de dados sigilosos pela internet, sem a devida autorização dos seus destinatários, é antiético e um abuso da propaganda. A Internet pode ser conduzida de forma errada trazendo consequências desastrosas.TAGS: internet, ética - Blog Pc Net

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *